0

Celular se consolida como principal meio de acesso à web

Em 2015, 92,1% dos lares acessaram a internet pelo celular. Foto: Arquivo

O uso do telefone celular se consolidou como o principal meio para acessar a internet no Brasil. É o que mostra o Suplemento de Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) 2015, divulgado ontem (22) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

No ano passado, 92,1% dos lares brasileiros aces­sa­ram a internet pelo telefone celular, enquanto 70,1% o fizeram por meio do computador. Em 2014, o acesso à internet por meio do celular (em 80,4% dos domicílios) também foi predominante em relação ao uso do computador (76,6%).

“É interessante observar que o computador tem perdido espaço no acesso à internet, enquanto outros equipamentos têm ganhado relevância”, comentou a pesquisadora do IBGE Helena Oliveira Monteiro.

“Em 2015, verificamos pela primeira vez redução em termos absolutos no número de domicílios que acessaram a internet por meio de computador, passando de 28,2 milhões de domicílios, em 2014, para 27,5 milhões, em 2015”, prosseguiu Helena.

Em 2015, todas as regiões passaram a navegar na rede mais pelo celular. A Região Norte apresenta o maior porcentual de domicílios que usam o celular para acesso à internet (96,7%), seguida do Centro-Oeste (95,6%), do Nordeste (93,9%), do Sudeste (91,5%) e do Sul (88,2%).

A pesquisadora do IBGE disse que o fato de o acesso à internet móvel ser mais barato do que o fixa é uma das razões de o celular predominar no Norte do país. Outro motivo é a infraestrutura. “A Região Norte tem maior dificuldade em passar cabo (usado na rede fixa)”, destacou Helena.

Editoria: Economia Tags: , , ,

Assine e receba as publicações

Compartilhe esta matéria

Matérias Relacionadas

Comente esta matéria

Enviar comentário

Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e serão removidos.

© 2019 Diadema Jornal. Todos os direitos reservados.
.