0

Corinthians descarta baixar preço de ingresso após marca negativa na arena

Torcedores assistem à partida contra o Santo André. Foto: Ronny Santos/FolhapressO Corinthians bateu recorde negativo de público na Arena de Itaquera na noite de quarta-feira. Porém, após 11.708 assistirem à vitória por 1 a 0 sobre o Novorizontino, a diretoria descartou reduzir o valor dos ingressos a fim de levar mais torcedores ao estádio.

Lúcio Blanco, gerente de operações da Arena Corinthians, creditou o recorde negativo ao começo da temporada, à crise econômica e aos horários dos dois últimos jogos do time em Itaquera.
“Geralmente o público aumenta com o avanço das rodadas. No início é sempre mais tranquilo.

Há algumas datas e horários que são menos atrativos: sábado às 21h e quartas às 19h30 são alguns exemplos. O momento econômico afeta a todos, e isso também deve ser reconhecido”, disse o diretor.

Blanco alegou manter a postura das últimas temporadas para justificar a manutenção dos preços atuais. Segundo ele, o Corinthians faz avaliação completa da temporada para definir as ações.

“Para manter a coerência, é importante sempre lembrar que há anos o Corinthians não avalia público e processo de venda de ingressos pensando em jogos separados. Sempre fazemos uma avaliação da temporada. Um público abaixo daquilo que é o histórico da nossa torcida está ligado a vários fatores. Não existe um único motivo”, ressaltou.

De acordo com Blanco, a redução de preços já está inserida no programa de sócio-torcedor. “Temos uma política de desconto estabelecida, que contempla quem faz parte do Programa Fiel Torcedor. Existem ingressos a preços atrativos nas bilheterias, inclusive com preço de meia-entrada”, afirmou.

Nos últimos 11 jogos, o Corinthians viu sua média de público despencar de 32,3 mil pagantes para os atuais 20,2 mil.

Editoria: Esportes Tags: , ,

Assine e receba as publicações

Compartilhe esta matéria

Matérias Relacionadas

Comente esta matéria

Enviar comentário

Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e serão removidos.

© 2018 Diadema Jornal. Todos os direitos reservados.
.