1

Diadema Legal aumenta notificações em 57,8% por som em volume alto

Operação Integrada realiza fiscalização nos fins de semana. Foto: Marcos Luiz/PMDA Secretaria de Defesa Social de Diadema divulgou os dados das ocorrências do Programa Diadema Legal do primeiro trimestre deste ano. O programa verifica horário de funcionamento dos bares e controla a emissão de sons em bares e similares. No total foram registradas 356 ocorrências no período. Em 2016, o programa realizou 191 atendimentos no trimestre (acréscimo de 46,3% no total).

A ocorrência com mais autuações no primeiro trimestre foi bares abertos após as 23h sem autorização (52 casos), acréscimo de 47% em comparação a 2016 (28). As notificações por funcionamento de bares sem alvará sofreram redução de 48 registros em 2016 para 31 este ano (queda de de 35,5%). Outras notificações por poluição sonora, realizadas em conjunto com a Secretaria de Meio Ambiente, mantiveram-se estáveis (26 casos em 2016 e 2017).

Denúncias

De acordo Marcos Cheles, coordenador do Programa Diadema Legal, “a redução no número das ocorrências é resultado da intensa fiscalização baseada em denúncias que chegam pelos canais oferecidos”. Em 2016 foram recebidas 85 denúncias via email ou telefone no primeiro trimestre. Este ano o número subiu para 152 (aumento de 45,5%).

Implementado em 2002, o Programa Diadema Legal percorre a cidade, todos os dias de semana, vistoriando bares e afins. Para melhorar e ampliar os dados, em 2010 foi criado o Programa Operação Integrada de Fiscalização, que reúne a Guarda Civil Municipal, a Polícia Militar e os fiscais da prefeitura. A fiscalização é realizada aos fins de semana e feriados, pois são os dias de maior movimento nas ruas e comércios.

Serviço – Denúncias Diadema Legal: telefone 0800-770-5559/ 4044-0249; e-mail – diademalegal@diadema.sp.gov.br e pessoalmente, na rua João de Almeida, 352 – Centro.

Editoria: Cidade Tags: , , , , , ,

Assine e receba as publicações

Compartilhe esta matéria

Matérias Relacionadas

Um comentário to "Diadema Legal aumenta notificações em 57,8% por som em volume alto"

  1. Carlos disse:

    Policiamento – Urgente

    Boa tarde.

    Gostaria de saber como posso pedir ajuda da policia em relação a baile funk, que tem ocorrido todos os sabados em Diadema na travessa Reverendo ataél Fernando costa, bairro: jardim canhema Diadema Sp. Cep: 09941-650

    Essa bagunça tem inicio no bar, já conhecido pela policia, que estava sendo obrigatoriamente fechado aos domingos devido a esses bailes, e agora voltou a abrir, e assim voltou o baile funk. Dificilmente quando a polícia vem o dono do bar fecha as porta e fica com monte de gente dentro , esse bar fica na travessa novo horizonte n*12

    Os bailes acontecem aos Sábado, começam por volta das 23:30 h e só acabam no domingo as 8:30 da manhã

    Essas pessoas usam drogas ao ar livre, na frente de nossas crianças, fazem sexo em publico, usam motos roubadas, sem placas, sem capacete, os motoristas embriagados e drogados em alta velocidade andam armados sem nenhum problema, urinam em nossos portões, desligam nossos relógios de energia e ficamos a mercê dessa violência toda sem poder fazer absolutamente nada, e a única ajuda que poderíamos ter, é a policia, e não temos.

    Os carros de som, que sabemos ser proibidos, são muitos, e com o som estrondoso, mal conseguimos conversar dentro de nossas casas, ficam ligados com letras obscenas durante a , à noite e entram pela madrugada até amanhecer o dia.

    Sabemos que existem varias leis do silencio, do psiu, entre outras proibindo o uso desses carros, proibindo esses bailes, e nada é feito, a impressão que dá é a lei não é cumprida.

    A Lei 15.777 que restringe a emissão de ruídos por aparelhos de som instalados em veículos estacionados em vias públicas ou calçadas particulares.

    Temos que conviver com isso, ir trabalhar sem dormir. Temos que aguentar o desrespeito até da policia de quem deveria nos ajudar como cidadãos de bem, simplesmente mentem, desligam o telefone, nos fazem de idiotas.

    Liga- se no (190), onde você é transferido para um disk denuncia da policia, e após longos minutos de espera, a pessoa atende, e toda hora faz cadastro, perguntas sem sentido, por exemplo, quantas pessoas tem ai? Qual a cor do carro? Ta tendo risco de morte…

    Ligamos diversas vezes, parece piada, desligam da nossa cara, dizem que a policia já está chegando e nisso vemos o dia amanhecer na baderna.

    Apenas uma viatura da policia evitaria isso. Uma viatura, uma base, algum policiamento, em um bairro necessitado, apenas isso.

    O que temos que fazer para a conseguirmos essa ajuda

Comente esta matéria

Enviar comentário

Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e serão removidos.

© 2017 Diadema Jornal. Todos os direitos reservados.
.