0

Onda de ataques a ônibus atinge 17 cidades de Minas Gerais

Onda de ataques a ônibus atinge 17 cidades de Minas

Vinte e cinco ônibus foram atacados desde domingo em Minas Gerais. Foto: Jairo Chagas/Jornal da Manhã/Folhapress

Onda de 25 ataques a ônibus atingiu ao menos 17 municípios de Minas Gerais desde domingo (3), segundo a Polícia Militar. Em menos de 24 horas também houve ações contra uma delegacia, duas agências bancárias e um caixa eletrônico. Em nenhum dos casos houve mortos ou feridos. O ataque mais recente ocorreu na tarde desta segunda (4), em Uberaba, onde ônibus foram retirados de circulação.

A PM informou que prendeu 30 suspeitos, sendo oito em flagrante, e apreendeu uma arma de fogo. Uma das hipóteses da investigação é ação de facções criminosas.

“Parece-nos que, em parte, houve orquestração de facção criminosa, mas não podemos determinar isso. É a investigação quem vai dizer. Circularam vários áudios na internet determinando uma possibilidade de ligações com facções criminosas”, disse o porta-voz da Polícia Militar, major Flávio Santiago.

Segundo o major, os ataques não foram especificamente direcionados a Minas Gerais e podem ter ligação com ações no Rio Grande do Norte e em São Paulo. A PM informou ainda que há um trabalho de inteligência coordenado para guiar a investigação e que haverá escolta de ônibus.

Em nota conjunta, as polícias civil e militar, os bombeiros e as secretarias de segurança e administração prisional informaram que atuam de forma integrada para esclarecer as motivações dos ataques e punir os responsáveis. Também foram acionados a Polícia Federal e o Gabinete Militar do Governador.

População carcerária

Em Minas Gerais, a população carcerária é de 71.433 presos. O número de vagas, porém, nas 200 unidades prisionais do estado, é de 35.886.

No primeiro trimestre deste ano, houve uma queda de 23% no número de vítimas de homicídio. Foram registrados 1.091 assassinatos de janeiro a março de 2017, contra 840 no mesmo período deste ano.

Na região metropolitana de Belo Horizonte, foram três ônibus incendiados entre a noite de domingo e a madrugada desta segunda-feira (4).

Nos três casos, os próprios motoristas e cobradores ou o dono do veículo apagaram as chamas, e a polícia não localizou os criminosos.

O primeiro ataque na capital mineira foi registrado às 22h39 do domingo. Segundo a PM, dois menores entraram em um ônibus que fazia seu itinerário na região de Venda Nova e mandaram que todos descessem antes de atear fogo ao veículo, que sofreu poucas avarias, pois o incêndio foi controlado pelo motorista.

De madrugada, às 4h53, houve novo ataque na região noroeste. O ônibus ainda iria começar sua primeira viagem, quando duas pessoas chegaram de moto, rendendo o motorista e fazendo disparos para o alto. O veículo foi incendiado e o próprio motorista controlou o fogo com extintor. O teto e a cadeira do cobrador ficaram danificados.

Em Santa Luzia (MG), na região metropolitana, o ataque foi à 0h55 contra um ônibus privado que atua com fretamentos. O veículo estava estacionado na rua em frente à casa do dono, que atuou para apagar o incêndio. O banco do motorista e parte do painel ficaram destruídos.

Os ataques também atingiram cidades do Triângulo Mineiro, sul e centro-oeste do estado. Em Uberaba, homens encapuzados ordenaram que os passageiros descessem antes de colocar fogo em três ônibus.

Segundo o Corpo de Bombeiros, esse tipo de incêndio criminoso tem grande velocidade de propagação e pode atingir edificações próximas ou a fiação elétrica.

Editoria: Nacional Tags: , , , , , , ,

Assine e receba as publicações

Compartilhe esta matéria

Matérias Relacionadas

Comente esta matéria

Enviar comentário

Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e serão removidos.

© 2019 Diadema Jornal. Todos os direitos reservados.
.