0

Consumidores do ABC vão gastar R$ 55,5 mi na Black Friday

Consumidores do ABC vão gastar R$ 55,5 mi na Black Friday

E-commerce representa 52% das vendas da data. Foto: Reprodução

Principal data do e-commerce brasileiro, a Black Friday também caiu nas graças do consumidor do ABC, que deve desembolsar R$ 55,5 mi­­lhões com o dia neste ano, segundo estimativa ba­seada em dados das oito edições anteriores e no tráfego do si­te do idealizador do evento (www.blackfriday.com.br).

O montante é 26,1% superior ao gasto projetado pa­­ra os sete municípios em 2017 (R$ 44 milhões). Neste ano, a data de descontos está progra­mada para o dia 23.

“O crescimento ano a ano ocorre desde quando trou­­xemos o evento para o Brasil em 2010 e demonstra o diferencial da Black Friday daqui: nasceu inclusiva devido ao fo­co no comércio eletrônico, já que o ambiente digital possibilita a participação de todos, inclusive fora dos grandes centros. Afinal, basta ter internet para aproveitar”, comentou Ricardo Bo­ve, diretor do BlackFriday.com.br.

Também pesam a favor do crescimento na casa de dois dígitos a discreta recuperação do emprego no ABC e o espaço que o comércio eletrônico ain­da tem para avançar no Brasil – nos Estados Unidos, por e­xemplo, o canal já está conso­lidado e, por isso, o ritmo de expansão desacelerou.

Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempre­gados (Caged), do Ministério do Trabalho, revelam que, de janeiro a setembro, os sete municípios criaram 11,3 mil vagas com carteira assinada.
Além disso, a taxa de de­semprego do ABC caiu de 18,8% em setembro de 2017 para 18,5% no mesmo mês deste ano, se­gun­do pesquisa realizada pela Fun­dação Sistema Estadual de Aná­lise de Dados (Seade) em par­ceria com o Departamento In­tersindical de Estatística e Es­tu­dos Socioeconômicos (Die­ese).

Segundo o idealizador do evento, as principais intenções de compra para esta edição se­guem o mesmo perfil dos anos anteriores: produtos de maior valor agregado e de desejo. O destaque fica por conta dos smartphones, seguido por televisores, note­books e eletrodomésticos.

BRASIL

O e­-commerce br­a­sileiro de­ve faturar R$ 2,4 bi­lhões durante a Black Friday. O va­lor é 15% superior ao projetado no ano passado, segundo estimativa da Ebit/Nielsen. O comércio eletrônico continua sendo o principal canal de vendas da data, com 52% do total.

Editoria: Economia Tags: , , , , ,

Assine e receba as publicações

Compartilhe esta matéria

Matérias Relacionadas

Comente esta matéria

Enviar comentário

Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e serão removidos.

© 2076 Diadema Jornal. Todos os direitos reservados.
.