0

Etanol cai a R$ 2,55 o litro no ABC, menor valor em mais de dez meses

O preço médio do etanol hidratado vendido nos postos de combustível do ABC manteve a trajetória de queda iniciada em maio e registrou, na semana passada, o patamar mais baixo em mais de dez meses.

O renovável foi comerciali­zado, em média, por R$ 2,554 o litro nos estabelecimentos da região, segundo o levan­ta­men­to semanal reali­za­do pe­la Agência Nacional do Petróleo, Gás Na­tu­ral e Bio­combus­tí­veis (ANP), com dados compi­lados pelo Diário Regional.

O valor é 0,74% inferior ao apurado na terceira semana de julho (R$ 2,573) e o menor desde o começo de setembro do ano passado, quando o etanol era vendido ao preço médio de R$ 2,465 na região – a pesquisa não inclui Rio Grande da Serra, onde não há coleta dados.

Ainda segundo a pesquisa da ANP, a maior queda semanal (-2,61%) foi registra­da em Santo André, onde o pre­ço médio do etanol hidrata­­do re­cuou de R$ 2,565 para R$ 2,498 o litro. Em São Bernardo e São Cae­tano houve estabilidade.

A trajetória de queda, po­rém, pode estar com os dias con­tados. Apesar de o mercado estar em plena safra 2019/20 da cana de açúcar, a demanda aquecida das distribuidoras – elo intermediário entre as usinas e os postos – voltou a pressionar os preços no atacado.

Os pesquisadores do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada, da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Cepea/Esalq), des­tacam que o volu­me comerciali­zado de etanol hidratado nas usinas cresceu 64% no mercado paulista entre 15 e 19 de julho na comparação com o período anterior.

Como resultado, o etanol vendido nas usinas paulistas registrou a quarta semana se­guida de alta nos preços. Desde o início do mês, a variação acumulada é de 7%, segundo pesquisa do Cepea/Esalq – alta que logo deve chegar às bombas.

“Do lado vendedor, aumentou a presença de usinas no mercado paulista, por causa da proximidade do pico de colheita no Centro-Sul, mas não foi suficiente para reverter o movi­mento de alta”, diz o mais recente boletim do Cepea/Esalq.

GASOLINA

Assim como ocorreu com o etanol, a gasolina também ficou mais barata nos postos da região na semana passada. A redução foi de 0,98%, para R$ 4,088 o litro, menor valor médio desde o início de abril.

O biocombustível continua com vantagem sobre a gasolina nos estabelecimentos da região. Por ter menor poder calorífico, o etanol precisa custar até 70% do derivado de petróleo para ser considerado vantajoso para os donos de veículos flex.

Segundo a pesquisa, o re­novável custa, em média, 62,5% do valor da gasolina. Trata-se da 12ª semana consecutiva em que o etanol é vantajoso nos postos da região.

Editoria: Economia Tags: , , , , , , , , ,

Assine e receba as publicações

Compartilhe esta matéria

Matérias Relacionadas

Comente esta matéria

Enviar comentário

Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e serão removidos.

© 2019 Diadema Jornal. Todos os direitos reservados.
.