0

Michels cobra do Estado prazo para início do atendimento na Rede Lucy Montoro

Michels cobra do Estado prazo para início do atendimento na Rede Lucy Montoro

Espaço destinado à instalação da unidade fica no Quarteirão da Saúde. Foto: Arquivo

O prefeito de Diadema, Lauro Michels (PV), entregou esta semana ao deputado estadual Márcio Paschoal Giu­dício, o Márcio da Farmácia (Pode), ofício para que cobre posicionamento do governo do Estado sobre o início do atendimento da unidade da Rede Lucy Montoro na cidade. O processo para instalação do centro, que é referência no atendimento especializado a pessoas com deficiência física e mobilidade reduzida, além de fisioterapia, fisiatria e traumas, começou em 2014.

O espaço destinado pelo município para instalação da unidade fica no Quarteirão da Saúde e está pronto há mais de um ano. Em abril, após reunião com a secretária do Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Célia Leão, foi informado ao município que a unidade iniciaria o atendimento no segundo semestre deste ano. À época, o espaço aguardava nova vistoria do Estado.

Durante a visita ao deputado, Michels afirmou que havia uma reunião marcada para o dia 30 com o secretário estadual de Saúde, José Henrique Germann Ferreira, a fim de tratar do assunto, a qual foi desmarcada. “(Disseram que) havia procedimento aberto para a Lucy Montoro, a licitação, o que não tem. Ou seja, estamos com espaço ocioso, por onde entraram meliantes e roubaram três endoscópios do Quarteirão da Saúde. Preciso do secretário, por escrito, de um prazo, sobre como vai funcionar, porque existe lei, tem convênio, tem compromisso”, afirmou o prefeito, em vídeo divulgado na rede social.

O governo do Estado não retornou aos questionamentos do Diário Regional até o fechamento da matéria. A Prefeitura de Diadema informou, por meio de nota, que “a decisão e as providências para início do serviço são de responsabilidade da Secretaria de Estado da Saúde”.

No final de março de 2018, o então governador Geraldo Alckmin (PSDB) entregou o prédio da unidade Lucy Montoro de Diadema. À épo­ca, o governo estadual informou que iria abrir chamamento público a fim de escolher a organização social para equipar e gerenciar o espaço.

A UNIDADE

O espaço adaptado pelo município para instalação da unidade da Rede Lucy Montoro conta com 2 mil m², divididos entre recepção e sala de espera, quatro consultórios, posto de enfermagem, ambientes de atendimento individual e em grupo para terapia ocupacional e fisioterapia infantil e adulto, condicionamento físico, banheiros para portadores de necessidades especiais, além de dependências administrativas.

A obra contou com investimento, por parte do governo do Estado, de R$ 2,9 milhões e coube ao município ceder e adequar o espaço no segundo andar do Quarteirão da Saúde. Sendo estadual, o serviço, que terá capacidade para 250 atendimentos diários, atenderá pacientes de toda a região.

Editoria: Cidade Tags: , , , , , ,

Assine e receba as publicações

Compartilhe esta matéria

Matérias Relacionadas

Comente esta matéria

Enviar comentário

Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e serão removidos.

© 2019 Diadema Jornal. Todos os direitos reservados.
.